Tel.: +55 11 5181.0222

Produção e Vendas de Motocicletas Permanecem em Queda

Em setembro, a produção retraiu 26,5%, enquanto as vendas no atacado caíram 24,5%, em relação ao mês anterior. Em contrapartida, a fabricação de bicicletas cresceu 17%, de janeiro a agosto

Levantamento realizado pela ABRACICLO – Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares aponta que o segmento de motocicletas permanece em queda, em relação aos índices registrados em 2011. Para a entidade, a maior seletividade por parte das instituições financeiras na oferta de crédito ao consumidor tem sido um dos principais fatores de agravamento da retração no Setor de Duas Rodas.

“Se forem oferecidas novas linhas de crédito, as classes C, D e E, que necessitam de parcelamento para aquisição de um veículo e correspondem a cerca de 85% das vendas, novamente terão acesso a uma motocicleta. Medidas como redução da tarifa de abertura de crédito, financiamento de até 100% do veículo, ou seja, sem entrada ou esta com baixo valor, e prazos mais longos para pagamento podem atrair novos consumidores e auxiliar na recuperação do mercado de motocicletas”, comenta José Eduardo Gonçalves, diretor executivo da Abraciclo.

Dados da entidade confirmam a retração dos negócios no varejo. No acumulado de janeiro a setembro deste ano, foram licenciadas 1.242.891 motocicletas, correspondendo a uma queda de 13,3% em relação a igual período de 2011, quando foram emplacados 1.434.322 veículos. Ao comparar as vendas de setembro de 2012 com o mesmo mês do ano passado, a redução foi de 33,9%, com 115.269 unidades contra 174.487. Em relação a agosto, quando foram emplacadas 140.620 motocicletas, houve recuo de 18%.

Com a essa redução significativa nas vendas ao consumidor final, a produção e as vendas no atacado também retraíram substancialmente. De janeiro a setembro, foram produzidas 1.352.751 unidades, contra 1.644.099 unidades de igual período de 2011, registrando uma queda de 17,7%. Na comparação entre setembro deste ano e o mesmo mês de 2011, a retração foi de 30,2%, com 130.940 motocicletas ante 187.475. A produção mensal foi 26,5% inferior à de agosto, com 178.084 unidades.

As vendas no atacado, no acumulado do ano, ficaram 18,5% abaixo das registradas em igual período de 2011, com 1.283.929 motocicletas contra 1.576.114. Entre setembro de 2012 e o mesmo mês do ano passado, a redução foi de 27,4%, totalizando 129.011 unidades ante 177.668 unidades. Se comparado a agosto, quando foram comercializadas 170.868 motocicletas, o volume de vendas de setembro foi 24,5% menor.

“A Caixa Econômica Federal e o Banco PanAmericano acabam de anunciar uma parceria para oferecer uma linha de crédito específica para compradores de motocicletas, denominada ‘Melhor de Moto Nova’. A expectativa da Abraciclo é que a medida motive outras instituições financeiras a também oferecerem planos de financiamento que atendam às atuais necessidades dos consumidores e contribuam para a retomada dos negócios com motocicletas”, declara Gonçalves.

Agosto: Bicicletas Mantêm Crescimento

No segmento de bicicletas, a produção no Polo Industrial de Manaus (PIM) cresceu 17% no acumulado de janeiro a agosto, em relação a igual período de 2011, passando de 513.836 unidades para 601.014 unidades. Entre julho e agosto deste ano, houve aumento de 12,1%, com a fabricação de 95.007 unidades contra 84.722 unidades. Em comparação a agosto do ano passado, quando foram produzidas 91.459 unidades, o crescimento foi de 4%.

As vendas de bicicletas no atacado aumentaram 3% na comparação dos volumes acumulados de janeiro a agosto deste ano, em relação aos de igual período de 2011, totalizando, 546.942 unidades ante 561.264 unidades. De julho para agosto, a comercialização no atacado cresceu 31,3%, passando de 83.753 unidades para 109.977 unidades. Em relação a agosto do ano anterior (110.706 bicicletas), houve uma leve queda de 1%.

Já as importações de bicicletas nos primeiros oito meses deste ano totalizaram 203.322 unidades, volume praticamente igual ao de período similar de 2011 (202.835 unidades). Em relação a julho (20.410 unidades), houve um aumento de 97,8%, totalizando 40.381 unidades.

Sobre a ABRACICLO e o Setor de Duas Rodas

Com 35 anos de história e 13 associadas, a ABRACICLO - Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares - representa, no país, os interesses dos fabricantes de transporte em Duas Rodas, além de investir fortemente em ações que tenham por objetivo a busca pela paz no trânsito e pilotagem defensiva.

Representativa, a fabricação nacional de motocicletas - majoritariamente concentrada no Polo Industrial de Manaus (PIM) - está entre as cinco maiores do mundo. Já no segmento de bicicletas, o Brasil se encontra na terceira posição entre os principais produtores mundiais. No total, o Setor de Duas Rodas gera em suas indústrias cerca de 20 mil empregos diretos.

MOTOCICLETAS

BICICLETAS

Frota Nacional: mais de 19 milhões

Frota Nacional: 70 milhões

Produção anual: mais de 2 milhões de unidades

Produção anual: mais de 5 milhões de unidades

5º maior produtor mundial

3º maior produtor mundial

JoomShaper